Dados da Pesquisa Nacional sobre o Ambiente Educacional no Brasil 2016 mostram que 36% dos alunos LGBT já sofreram agressão física na escola. Estudantes lésbicas, gays, bissexuais, travestis afirmaram que as agressões, tanto físicas como verbais, atrapalham o rendimento dos estudos.

De acordo com o estudo, 73% afirmou já ter sido vítima de agressão verbal. Foi constatado ainda que os estudantes que vivenciaram maiores níveis de preconceito têm probabilidade 1,5 vezes maior de depressão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO