Toda relação sexual inicia-se no cérebro. É através dos estímulos sexuais,adquiridospor meio dos sentidos, como visão, olfato, audição, tato e paladar, que o cérebro capta a informação recebida etransmite para o restante do corpo, liberando substanciasque provocam sensações de prazer.

Portanto, o primeiro passo para uma boa transa é estar relaxado, inteiramente entregue ao momento. Sendo receptivo ao toque, e interagindo com o parceiro, você perceberá todo o potencial erótico, que o seu corpo possui,possibilitando assim, momentos intensos de prazer.

Sozinho ou acompanhado a regra é a mesma. Quando estiver sozinho, aproveite o momento para se tocar, se acariciar, pois é através do autotoque que você vai descobrir os pontos mais sensíveis do seu corpo. Adquira o hábito de acessar o seu desejo, para se conhecer melhor, fantasie, imagine, estimule-se e perceba que é possível ter orgasmos incríveis sem a ajuda de ninguém.

O prazer masculino não se resume exclusivamente ao pênis, como muitos acreditam. Embora o pênis, a região do períneo e o ânus sejam as áreas mais sensíveisdo corpo, devido àgrande quantidade de terminações nervosas que se concentram nessas regiões, (só no pênis, são cerca de 6.000 terminações nervosas). Existem outras áreas do corpo, que se forem bem estimuladas poderãotambém, gerar um altíssimo grau de excitação, levando até ao orgasmo. Essas áreas são chamadas de zonas erógenas.

Mas, como saber? Só mesmo praticando. Coloque os dedinhos, a língua e a boca para funcionar, e observe como o seu corpo e/ ou o do parceiro reagem ao estímulo.

– Comece acariciando os cabelos, fazendo um cafuné, com movimentos circulares, e vá descendo até a nuca com a ponta dos dedos suavemente.

– O pescoço é um ótimo local para beijinhos e mordidinhas leves, normalmente costuma causar bastante arrepio. Dê uma paradinha na região da orelha, passe a língua, morda devagar, sem machucar.

-Percorra com a ponta dos dedos, por toda a extensão da coluna.

– O beijo é importantíssimo, o ato de beijar libera algumas substâncias no corpo, como a ocitocina que está ligada ao amor e a excitação sexual, trabalhando para manter a conexão entre duas pessoas. Também é associado ao beijo o aumento de dopamina, neurotransmissor responsável pelo desejo e prazer, além da serotonina e noradrenalina. Esses hormônios e neurotransmissores são responsáveis por vários dos sintomas que influenciam o humor, a ansiedade, o sono e a alimentação.Eles ativam todos os nossos sentidos.  Nosso corpo e cérebro, através desses estímulos naturais, nos ajudam quase que instintivamente a decidir se devemos investir no relacionamento ou não.

– Muitos homens não sabem, mas os mamilos masculinos são tão sensíveis quanto os femininos. Fica a dica!

– Na região do abdômen, faça caricias suavemente, demonstrando todo seu afeto, siga até a parte interna das coxas. Não tenha pressa, pule a região da virilha, e só no final vá até os genitais.

– Há quem sinta tesão nos pés, massageie suavemente, e se desejar, siga com lambidas nos dedos. Essa região costuma ser bem sensível também,mas tome cuidado, algumas pessoas tem aflição, portanto, vá com calma para não correr o risco de levar um chute sem querer.

– Para finalizar, suba novamente em direção ao pênis. Boca e genitais juntos são capazes de provocar um turbilhão de sensações. Passeie por todo o pênis com a língua, intercalando os movimentos.Estenda o passeio ao períneo e anus, use as mãos se preferir. A região anal é uma área extremamente sensível ao ser estimulada pelos lábios e língua, relaxa a musculatura e deixa o parceiro enlouquecido.

Mas atenção! Alguns pontos são mais sensíveis que outros. Isso é muito particular, e pode variar de pessoa para pessoa, não existe uma regra.Sendo assim, o que é bom para um, não necessariamente será bom para o outro. Além disso, essas áreas podem se alterar ao longo da vida.

Por isso, o ideal é explorar ao máximo o seu corpo e o do parceiro e descobrir as maravilhas que eleé capaz de proporcionar.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO