Embora algumas instituições trabalhem questões de gênero e orientação sexual em sala de aula, é comum se deparar com o conservadorismo nas escolas. É isso que aconteceu em Brasília, quando um aluno foi advertido por simplesmente beijar outro garoto na boca, na frente da escola.

Mesmo que o beijo não tenha acontecido dentro da instituição, a direção da escola afirma que a atitude não foi de homofobia, e sim, contra o limite que os dois alunos acabaram ultrapassando. Close erradísimo!

Indignados, alunos e ex-alunos da escola se organizaram na última sexta-feira (9) e protestaram em prol dos dois estudantes, através das redes sociais.

Os posts mostravam que a escola também teria ligado para os pais de ambos e citaram até expulsão.

print

DEIXE SEU COMENTÁRIO