O chinês Zhou Yahui , dono do aplicativo gay de encontros Grindr precisará pagar US$ 1,14 bilhão para a ex-esposa em um dos maiores acordos de divórcio da história da China.

Ele havia comprado 60% do aplicativo em janeiro, por US$ 93 milhões. O restante das ações do aplicativo permaneceram com os funcionários e o fundador Joel Simkhai.

O caixa de Zhou e sua esposa, combinados, eram de US$ 3,5 bilhões, segundo o levantamento chinês Hurun Report.

De acordo com a lei de divórcio chinesa, qualquer bem conseguido depois do casamento deverá ser dividido de maneira igual entre o casal. Asim, Zhou transferiu 278 milhões de ações de sua empresa, no valor de US$ 1,14 bilhão.

Se casar custa caro, quem dirá separar!0308_zhou-yahui_1024x576

DEIXE SEU COMENTÁRIO