Claudia Leitte, já entrou em uma confusão ao declarar que “gostaria que seu filho fosse macho”, quando perguntada sobre a possibilidade do pequeno ser homossexual.

Recentemente em entrevista para o blog Me Salte, do Correio 24 horas, a cantora disse que abraça completamente o público gay e que luta pelos direitos igualitários, a fim de vencer qualquer tipo de preconceito.

“Eu sou uma pessoa totalmente livre desplugada de rótulos, não faço dissociação de uma pessoa e outra. Pra mim, o público gay é o meu público. É a massa que me segue. Eu não faço dissociação. Eu acho que as pessoas precisam de rótulos para definirem as outras, então é um saco isso. É uma encheção de saco quando olham pra mim e querem colocar qualquer etiqueta em mim: eu não sou um produto, eu sou gente e gosto de gente. Eu quero que venham mais pessoas para perto de mim. Que estejam mais próximas a mim. Porque isso que faz minha música, é isso que me inspira: essa relação com o público que eu tenho com o público gay é tão saudável porque se trata de gente pra gente, de igual para igual. Então quem precisa botar rótulo em mim, rótulo em público, carrega algo consigo que não é meu e eu não levo para mim. Não tô nem aí”, disse ela.

A cantora revelou ainda que amadureceu com o tempo e reviu algumas das coisas que foram ditas, admitindo que não é “perfeita” como muitos esperam.

claudia-leitte-1100-810x391

DEIXE SEU COMENTÁRIO