O 13º Seminário LGBT do Congresso Nacional começou na manhã de terça-feira (16) e já teve um close certo. Duas transgênero cantaram o hino nacional para oficializar a abertura dos trabalhos. Raquel Virgínia e Assucena Assucena, ambas integrantes do grupo paulista As Bahias e a Cozinha Mineira, foram as felizardas.

Ailton de Freitas / Agência O Globo

Ailton de Freitas / Agência O Globo

O tema do congresso, que termina amanhã, é “O próximo pode ser você”. O seminário terá exposição de quadros, pinturas e fotografias, tudo envolvendo a identidade de gênero e violência contra a comunidade LGBT.

1038068-15.08.2016_mcg-5778

“As obras reunidas nesta exposição têm em comum o fato dos artistas buscarem a visiblidade para questões que gravitam em torno de identidades de sexualidade e gêneros hegemônicas – transexuais, travestis, gays e lésbicas. Temas como a violência, que faz do Brasil o maior em casos de assassinatos de transexuais e travestis, ou inquietações que ocorrem para quem descobre ainda muito cedo que não se identifica com as denominações ao qual foi designado”, diz o texto de apresentação da exposição, intitulada “Incorporações”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO