Não há dúvida de que cada público tem suas preferências e necessidades. Assim, receber e atender de maneira adequada intercambistas e turistas gays é um diferencial que alguns países têm investido bastante nos últimos anos, são os chamados destinos gay-friendly. Contudo, por mais que em muitos lugares as relações homossexuais já sejam vistas de forma natural, ainda existem locais que consideram o assunto como um tabu.

Pensando nisso, preparei uma lista com quatro destinos de intercâmbio incríveis para o público LGBT. Trata-se de cidades que possuem políticas específicas para casais homossexuais, população receptiva e excelentes opções de ensino. Confira!

#1. São Francisco – Estados Unidos

Reconhecida como a verdadeira Meca do público LGBT, São Francisco foi pioneira na conquista de diversos direitos da comunidade gay americana. Para se ter uma ideia, enquanto a Suprema Corte dos Estados Unidos legalizou o casamento homossexual em todo país apenas no ano passado, em 2004, onze anos antes, a cidade emitiu a primeira licença de casamento entre pessoas do mesmo sexo. Além disso, São Francisco fez sua primeira Parada do Orgulho Gay em 1970, contemplada por cerca de 30 pessoas na época.

Ao escolher a cidade como destino para o seu intercâmbio, você não pode deixar de conhecer Castro District, uma das maiores comunidades LGBT do mundo. Nas calçadas do bairro, você poderá observar vinte placas daRainbow Honor Walk que contam a história do movimento no país ou então visitar o GLBT History Museum, que conta com exibições de documentos e fotos do passado gay de São Francisco. Além disso, para quem busca diversão, a noite de Castro é famosa por celebrar a vida sem amarras, através da sua farta oferta de bares, baladas e restaurantes maravilhosos!

Outro diferencial de São Francisco são seus eventos e atrações. Em junho, cerca de meio milhão de pessoas se divertem na Parada do Orgulho Gay, Lésbico, Bissexual e Transgênero realizada na cidade. No mesmo mês também acontece o Festival Internacional de Cinema LGBT. Já em maio é a vez do carnaval da cidade. Em setembro, tem a feira do fetiche Folsom Street Fair e, em outubro, a Castro Street Fair.

#2. Sydney – Austrália

Também reconhecida como um dos melhores destinos gay-friendly do mundo, gays e lésbicas são uma parte vital da bem-organizada e colorida Sidney. Na verdade, a Austrália inteira pode ser considerada um paraíso para a comunidade LGBT, pois todas as suas cidades comemoram o Orgulho Gay de alguma forma, sendo o mais famoso o Sydney Gay and Lesbian Mardi Gras, o maior carnaval gay do planeta.

Agora, se você já se interessou pelo Castro District de São Francisco, não perde por esperar as famosas pool parties que acontecem nos bairros Potts Point e Elizabeth Bay, redutos da expansão da comunidade LGBT de Sydney. Também vale visitar a Oxford Street, localizada entre os bairros Darlinghurst e Surry Hill, centro da cultura gay desde a década de 1960. Ao todo, são mais de dez bairros gays espalhados pela maior cidade da Austrália.

Sydney conta ainda com cerca de 37 praias deslumbrantes, recheadas por corpos bronzeados, muita azaração e uma vida noturna invejável! Além da ferveção praiana, não faltam opções de bares, restaurantes, boates e pubs para todos os gostos e estilos espalhados pela cidade.

#3. Montreal – Canadá

Bilíngue e com ar europeu, a cidade esbanja charme, elegância e gente bonita. Fatores esses que, por si só, já poderiam agradar muitas pessoas, mas Montreal tem ainda muitos pontos positivos, principalmente, se estivermos procurando um destino gay-friendly de primeira qualidade.

Por estar em um país que propõe debates avançados sobre temas que ainda geram polêmica no resto do mundo como, por exemplo, o reconhecimento do casamento entre pessoas do mesmo sexo, ao qual, cabe ressaltar que o Canadá foi uma das nações pioneiras nessa atitude, seu povo se caracteriza pela diversidade e a tolerância. Sem dúvida, a forte comunidade gay distribuída por todos os bairros da cidade também contribuiu – e muito – para essa reputação invejável.

Outro destaque de Montreal é o famoso bairro Le Village, conhecido como o epicentro da cena gay na cidade.  Trata-se de um ambiente tão friendly, mas tão friendly, que até a estação de metrô, chamada de Beaudry, é decorada com as cores do arco-íris. Não espere encontrar no Le Villagenada menos do que excelentes restaurantes, bares animados e uma comunidade ativa, acolhedora, ousada e vibrante.

Ao visitar a cidade no verão, você também poderá conferir alguns eventos considerados referência para o mundo, como o Artfest (julho), a Parada Gay Divers/Citê (agosto), o Imagenation Film Festival (novembro) e o Black & Blue Festival (outubro), que reúne cerca de um milhão de pessoas. Outra boa notícia é que a cidade possui uma imensa variedade de pousadas gay por preços bem acessíveis.

#4. Brighton – Inglaterra

Para fechar a lista dos melhores destinos gay-friendly para seu intercâmbio, com vocês… Brighton! Talvez por sua associação de longa data com a cena teatral, a cidade, que fica à uma hora de trem de Londres, se encontra há mais de 100 anos na lista dos paraísos gays mundiais. E tal título não é à toa, sua comunidade LGBT conta com mais de 40 mil habitantes, o que representa cerca de um quarto de toda sua população. Segundo o Conselho de Brighton & Hove, a porcentagem de famílias homossexuais em Brighton é a maior do país.

Dentre os destaques da vibrante cena gay da cidade está o bairro Kempton, onde tudo acontece em seus diversos bares, hotéis, cafés, livrarias e saunas! Por ser um balneário você também poderá curtir seus dias de verão em belas e cheias praias. Para os intercambistas mais ousados e que se cansarem de verem os ingleses altamente vestidos para qualquer padrão brasileiro, vale a pena andar mais um pouquinho pela marina e visitar a praia de nudismo que fica logo ali.

Brighton conta ainda com um calendário de eventos diversos como oBrighton Pride, que completou 25 anos no ano passado, o Brighton Bear Weekend, o Brighton Marathon Weekend, o Foodies Festival, um dos principais eventos de gastronomia da Grã-Bretanha e o Brighton Festival, que em 2016 completa 50 anos de existência e representa o maior festival multi artístico da Inglaterra, incluindo programação de arte, dança, literatura, música e teatro. Perfeito para os intercambistas de perfil cool and hype!

E então, o que você achou desses destinos? Difícil será escolher um só! Bom, se você ficou com alguma dúvida ou com muita vontade de fazer as malas agora mesmo, procure uma agência especializada e confira todas as oportunidades para a viagem dos seus sonhos!

Vinícius Narciso é franqueado da Global Study e atende na unidade Paulista-Consolação, localiza em São Paulo-SP.

Sobre a Global Study:

www.globalstudy.com.br

A Global Study tem como missão democratizar o acesso ao intercâmbio, oferecendo vários destinos com pacotes que incluem passagem aérea, acomodação, escola e, às vezes, até um emprego no país de destino. Com operação desde 2007, a rede possui 13 agências no Brasil e parceria com as melhores escolas em mais de 14 países, entre eles Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Irlanda, Estados Unidos e Inglaterra.

DEIXE SEU COMENTÁRIO