O candidato à Prefeitura de São Paulo, João Dória (PSDB), fez um discurso afirmando que irá acabar com as pastas voltadas à juventude, mulheres, LGBT, Negros e de Pessoas com Deficiência. Seu objetivo é reduzir de 27 para 20 o número de secretarias.

“As políticas públicas serão mantidas integralmente, mas não os penduricalhos. Tudo isso é custo. Para quê? Gerar status? Prefiro gerar política pública”, disse se referindo às pastas.

Entre as outras frentes de seu plano de governo está o apartheid, que toma um significado contrário do real.

Confira:

Cinco eixos que fundamentam o programa de governo na área de cultura:

1. Choque de cultura – modificando os paradigmas existentes
2. Apartheid – rompendo as barreiras existentes para unir a Cidade
3. Parceria – fortalecimento e ampliação das parcerias (Setores Público e Privado)
4. Ética – cultura como valor de natureza ética
1. Esperança – como instrumento da paz e perspectiva de vida (Juventude e Horizonte)

DEIXE SEU COMENTÁRIO