Você já pensou em usar um brinquedinho durante a relação sexual? Dar um toque a mais na hora da penetração? Quem nunca usou, não sabe o que está perdendo.

A combinação de tecnologia e prazer podem ser muito útil e prazerosa para o casal. O uso de acessório, com funções vibrar e/ou pulsar, tem como principal objetivo estimular as terminações nervosas de toda região pélvica.

Pense nesse brinquedo tendo consciência de que estará usando como forma de benefício à sua vida sexual e do parceiro.

Para quem tem curiosidade em saber qual é a sensação de um vibrador, sente vontade de experimentar, mas tem vergonha ou falta coragem para comprar, aqui vai a minha dica.

Comece pelos pequeninos. Além de discretos, macios e delicados, o design não permite comparações e nem competição com o “original”, o que os tornam perfeitos para a brincadeira a dois.

Os benefícios são muitos. Alguns modelos possuem duas cápsulas, sendo uma em cada extremidade, com diferentes tipos de vibrações. OFlirting, por exemplo, tem 09 estágios de vibração. Qual intensidade seria a sua?

Fliting

Coloque- o na base do pênis, com uma cápsula em cada extremidade, com isso, a ereção será prolongada, retardando a ejaculação,  já que o fluxo sanguíneo que preenche as cavidades penianas é seguro na base do pênis. O homem receberá o estimulo nos testículos e na região do períneo.

Converse com seu parceiro antes de comprar um. Fale sobre os benefícios que ambos vão ter, podendo tornar esse momento de intimidade ainda mais prazeroso, com a descoberta de novas sensações. Fazer a compra juntos pode ser algo bem divertido.

Fernanda Dantas é consultora em sexualidade, pós-graduanda em Terapia Sexual na Saúde e Educação e filiada a ABRASEX – Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde e Educação e Terapia Sexual.

DEIXE SEU COMENTÁRIO