Executivos de Hollywood vão montar uma campanha para que duas atrizes transgênero sejam indicadas aos prêmios de atuação da cerimônia do Oscar em 2016. Segundo a revista americana Variety, a distribuidora Magnolia Pictures defende a indicação de Kitana Kiki Rodriguez e Mya Taylor, que atuaram no filme Tangerine, sucesso no último festival de cinema de Sundance. A iniciativa vem depois de a atriz Laverne Cox ter se tornado a primeira transgênero indicada ao Emmy de melhor atriz, em 2014, por seu papel como Sophia Burset na série Orange Is The New Black.alx_tangerine-portrait-session-1863x1254_original

Os irmãos Mark e Jay Duplass, que produziram o longa, estão por trás da campanha para a nomeação de Kitana e Mya para as categorias de melhor atriz e melhor atriz coadjuvante. A estratégia da dupla será ao estilo “guerrilha”. Em vez de pagar por propagandas, eles irão convidar cineastas independentes de Nova York e de Los Angeles para exibições de Tangerine a fim de receberem apoio deles. “Nós estamos nesta comunidade de cineastas que compartilham seus filmes e, quando vemos longas que amamos, nós os compartilhamos. Ainda não fizemos isso dentro de Academia, mas Jay e eu trabalharemos bastante para isso”, disse Mark à Variety.

Em Tangerine, Kitana e Mya interpretam as prostitutas Sin-Dee e Alexandra. A filmagem em Los Angeles, Estados Unidos, foi feita pelo diretor Sean Baker (Uma Estranha Amizade) apenas com câmeras de iPhone. O filme entra em cartaz nos Estados Unidos em 13 de novembro, sem previsão para o Brasil.

Com informações da Veja

DEIXE SEU COMENTÁRIO