A partir de hoje (3), a exposição coletiva “TRANSBORDA” reúne a produção de 10 artistas sobre o universo trans, com objetivo de promover a reflexão sobre a questão da identidade de gênero, um tema cada vez mais atual e importante para a sociedade contemporânea.

A mostra é composta por fotografias, vídeos, pinturas, esculturas e performances, além da apresentação da banda cult cearense Verônica Decide Morrer, na ocasião da abertura.

Segundo o curador e artista Yuri Firmeza, “a exposição tem mote conceitual o corpo e as relações que ele inventa como forma de resistência.  Um corpo problematizador ético-político de questões urgentes à nós. Um corpo que infere críticas aos saberes-poderes hegemônicos, que produz erosões nas estruturas e modelos heterofalocentricos, ciente do caráter performativo do próprio gênero. Um corpo em festa que transborda e faz transbordar.”

Sergio e Simone (Foto: Divulgação)

Sergio e Simone (Foto: Divulgação)

Um dos destaques da exposição é a vídeo-instalação “Sergio e Simone” (2009/2014), de Virgínia de Medeiros, obra exibida na 31ª Bienal de São Paulo (2014) e premiada no 18º Festival de Arte Contemporânea Videobrasil com o Prêmio de Residência ICCo retrata Simone, uma travesti, que morava numa casa arruinada na Ladeira da Montanha, antiga ligação entre a Cidade Alta e Baixa.

Veja outras imagens da exposição:

Barbara Wagner Breno Baptista Filipe Acacio José Leite Solon Ribeiro

09 de Julho de 2014. Banda Veronica Decide Morrer  - Zoeira - 11zo0720  -  NLVL

09 de Julho de 2014. Banda Veronica Decide Morrer
– Zoeira – 11zo0720 – NLVL

Serviço:

Exposição coletiva TRANSBORDA

Abertura: 03 de Outubro de 2015, das 14h às 19h

Período expositivo: 06/10/15 a 07/11/15

Casa Triângulo

Itaim: r. Paes de Araújo, 77.

DEIXE SEU COMENTÁRIO