A novela “A Regra do Jogo” completou um mês no ar, mas ainda não emplacou. Antes da estreia da nova trama de João Emanuel Carneiro, a expectativa era grande pelo novo trabalho do autor de “Avenida Brasil”, mas os índices ainda não são satisfatórios para o horário nobre da TV Globo. Para tentar alavancar a audiência, a emissora decidiu realizar alguns ajustes assim como em “Babilônia”, e desistiu de fazer de Orlando (Eduardo Moscovis) um gay enrustido, além de chamar Carolina Dieckmann às pressas para o papel da mulher abandonada pelo bandido, que não estava na sinopse inicialmente. As informações são do colunista de TV Daniel Castro. 1089476-eduardo-moscovis-nao-sera-mais-gay-950x0-2

Antes, Orlando manteria encontros secretos com um garotão em um apartamento em Copacabana, Zona Sul do Rio. Agora, o público saberá em breve que o executivo, que na verdade se chama Bira, abandonou sua ex-mulher Sandra (papel de Dieckmann), e foi dado como morto em sua cidade, no interior de Minas Gerais.

O autor João Emanuel, que já havia afirmado que o público está gostando do folhetim, comentou as mudanças: “Novela é uma obra aberta e o processo criativo é constante. A sinopse é um instrumento de trabalho que serve para nortear o autor. Pelo menos é assim para mim. Trata-se de uma ideia, um horizonte. Sobre o Orlando, ele sempre foi um homem frio, capaz de fazer qualquer coisa pela facção. Essa é a sua essência”, disse em conversa com o colunista.

DEIXE SEU COMENTÁRIO